7

O Theatro e o Futuro resultou de uma visita à história do Theatro Circo. A exposição que concebi como curadora, fez uma análise retrospectiva sobre os assuntos da relação do teatro com a cidade, a arquitectura e a sua programação.

Organização Theatro Circo de Braga e Biblioteca Pública de Braga Curadoria Andreia Garcia Gestão Documental Andreia Garcia, Rosa Cunha e Elísio Araújo Investigação Andreia Garcia e Rosa Cunha Design Gráfico Inês Nepomuceno e Mariana Marques Documentário Vasco Mendes Produção Theatro Circo de Braga Biblioteca Pública de Braga Apoios Institucionais Câmara Municipal de Braga e Universidade do Minho Parceiros Arquivo Distrital de Braga, Arquivo Municipal de Braga, Biblioteca do Palácio Nacional da Ajuda, Fundação Marques da Silva Apoios Mecenáticos Alexandre Barbosa Borges, S.A., BOSCH CAR MULTIMEDIA PORTUGAL, S.A., Ilídio Mota- Petróleos e Derivados, Lda., Navarra – Extrusão de Alumínio, S.A., PRIMAVERA – Business Software Solutions, SEMURAL WASTE & ENERGY, S.A. e TORRESTIR – TRANSPORTES NACIONAIS E INTERNACIONAIS S.A., Agradecimentos Amadeu Sousa, Eduardo Pires Oliveira, Elisa Lessa, Fátima Moura Ferreira, Henrique Barreto Nunes, Ivone Paz Soares, João Rui de Moura Coutinho, José Alberto Pereira Gomes, José Machado, Luís Costa, Luís Soares Carneiro, Margarida Fernandes, Maria Esteves, Maria Helena Trindade, Paula Abrunhosa, Paula Preza, Pedro Gil Costa de Almeida, Ricardo Silva e Rosa Maria Carvalho Silva


Andreia Garcia (Guimarães, 1985) é arquiteta, curadora, investigadora e professora em áreas da arquitetura, da cidade, do design e da cenografia urbana. Fundadora do Andreia Garcia Architectural Affairs, atelier sediado no Porto, tem-se especializado na disseminação da arquitetura através da investigação, de prática curatorial e de projetos editoriais.

 

De 2011 a 2012, foi comissária do projeto Smaller Cities e coordenadora dos projetos da Paisagem Criativa na Guimarães 2012, Capital Europeia da Cultura. Em 2015 foi curadora do Projecto Memória que celebrou o centenário do Theatro Circo de Braga e que culminou com o lançamento do livro “O Theatro e a Memória”. Em 2016, foi responsável pela coordenação editorial e programação da Representação Portuguesa na XXI Trienal de Milão.

 

Em 2017, assume a curadoria do programa de arquitetura para a Bienal de Arte Contemporânea da Maia e é convidada a pensar duas exposições para a Galeria Vertical, no Silo auto do Porto.

 

Andreia Garcia é mestre em Arquitetura, com a dissertação intitulada Arquitectura e Cinema. Jacques Tati e Le Corbusier – Diálogos sobre o Modernismo, pelo Departamento de Arquitetura da Universidade da Beira Interior (UBI, 2008).
O doutoramento que concluiu em Teoria e História da Arquitetura pela Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa (FAUL, 2015) recebeu o Prémio Professor Manuel Tainha, pela melhor Dissertação no Doutoramento em Arquitetura de 2014/2015. Em 2016 lançou o seu primeiro livro individual intitulado Espaço Cénico, Arquitectura e Cidade, pela Caleidoscópio.
Desde finais de 2016 é cofundadora, com Diogo Aguiar, da Galeria de Arquitectura, um espaço independente dedicado à reflexão sobre a arquitetura, no Porto.
É professora auxiliar convidada, desde 2017, no Curso de Arquitetura da Universidade da Beira Interior e, desde 2018, na Escola de Arquitectura da Universidade do Minho.

 

Team

Andreia Garcia . fundadora . arquitecta principal e curadora
andreia@andreiagarcia.com

Margarida Antunes (2018-) . coordenadora de produção
margarida@andreiagarcia.com

Clara Puentes (2018-) . arquitecta
clara@andreiagarcia.com

Cecilia Carrioli (2019-) . arquitecta estagiária

Martzel Irazabal (2019-) . arquitecto estagiário

 

 

Colaboradores Anteriores

Clara Asperilla (2018) . arquitecta estagiária

Inés Brotons (2017) . arquitecta estagiária

 

 

Prémios

2018
Premis FAD | selecionado, Interiorismo
Prudêncio Studio

2015
Manuel Tainha’ Professor Award | Prémio
Melhor tese de doutoramento 2014/2015


Contactos

praça coronel pacheco nº2
4050-453 Porto