IMG_4993-3

O projecto Alumia que celebrou os 20 anos da classificação do Centro Histórico do Porto como Património da Humanidade pela Unesco encerrou com uma conferência no dia 21 de julho.
Património, Arte, Arquitectura, Política urbana, Efémero, Permanente, Memória, Luz, Continuidade, Comunidade, Cidade e Porto foram alguns dos principais temas discutidos. A convite da Directora Artística da Porto Lazer, Claudia Melo, tive a oportunidade de co-moderar esta conferência com Eduarda Neves (ESAP).

Participantes Openfield, Fahr 021.3, Tiago Casanova, Diogo Aguiar Studio, Isabel Barbas, Cooperativa Árvore, Garcia & Albuquerque, Oficina Galo, Patrick Hubmann, Renata Portas, João Dias-Oliveira, Nuno Mota, Rossana Ribeiro, Elas Duas, João Félix, João Relvas, Pedro Barata, DFL – Digital Fabrication Lab, Pedro Tudela, Miguel Carvalhais, Ricardo Gonçalves, Adélia Carvalho, Carlos Moreira e Duarte Pinto da Silva, Cie. Carabosse, Filipe Teixeira e Hugo Mesquita, Miguel Neto, Paulina Almeida, Juliana Moura and Silvestre Pestana Moderação Andreia Garcia and Eduarda Neves Organização Porto Lazer Director Executivo Nuno Lemos Gestão e Direcção Artística Claudia Melo Local Hard Club


Andreia Garcia (Guimarães, 1985) é arquiteta, curadora, investigadora e professora em áreas da arquitetura, da cidade, do design e da cenografia urbana. Fundadora do Andreia Garcia Architectural Affairs, atelier sediado no Porto, tem-se especializado na disseminação da arquitetura através da investigação, de prática curatorial e de projetos editoriais.

 

De 2011 a 2012, foi comissária do projeto Smaller Cities e coordenadora dos projetos da Paisagem Criativa na Guimarães 2012, Capital Europeia da Cultura. Em 2015 foi curadora do Projecto Memória que celebrou o centenário do Theatro Circo de Braga e que culminou com o lançamento do livro “O Theatro e a Memória”. Em 2016, foi responsável pela coordenação editorial e programação da Representação Portuguesa na XXI Trienal de Milão.

 

Em 2017, assume a curadoria do programa de arquitetura para a Bienal de Arte Contemporânea da Maia e é convidada a pensar duas exposições para a Galeria Vertical, no Silo auto do Porto.

 

Andreia Garcia é mestre em Arquitetura, com a dissertação intitulada Arquitectura e Cinema. Jacques Tati e Le Corbusier – Diálogos sobre o Modernismo, pelo Departamento de Arquitetura da Universidade da Beira Interior (UBI, 2008).
O doutoramento que concluiu em Teoria e História da Arquitetura pela Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa (FAUL, 2015) recebeu o Prémio Professor Manuel Tainha, pela melhor Dissertação no Doutoramento em Arquitetura de 2014/2015. Em 2016 lançou o seu primeiro livro individual intitulado Espaço Cénico, Arquitectura e Cidade, pela Caleidoscópio.
Desde finais de 2016 é cofundadora, com Diogo Aguiar, da Galeria de Arquitectura, um espaço independente dedicado à reflexão sobre a arquitetura, no Porto.
É professora auxiliar convidada, desde 2017, no Curso de Arquitetura da Universidade da Beira Interior e, desde 2018, na Escola de Arquitectura da Universidade do Minho.

 

 

Colaboradores

 

2018.

Margarida Antunes (PT)

Clara Asperilla (ES)

 

2017.

Inés Brotons (ES)

 

Contactos
praça coronel pacheco nº2, 4050-453 Porto
andreiasogarcia(at)gmail.com